Inovação
Fertagus - Travessia do Tejo, Transportes, SA
A Fertagus ganhou o concurso publico internacional para o transporte suburbano de passageiros no Eixo Norte-Sul, com base em critérios de qualidade ao nível da sua proposta ao nível da intermodalidade, tempos de percurso, tarifário e modelo financeiro. A Fertagus é, assim, o primeiro operador privado a assegurar a gestão e exploração comercial de uma linha ferroviária em Portugal, mediante o pagamento à REFER de uma taxa pela utilização das infra-estruturas, sendo também a primeira vez que este mecanismo foi introduzido no sistema ferroviário português. A operar há mais de 10 anos a Fertagus caracteriza-se por um serviço com elevados padrões de qualidade e segurança, sempre com o foco na satisfação do cliente.

Sempre com o objectivo de manter os seus elevados níveis de qualidade, recentemente a Fertagus aderiu ao sistema de bilhética sem contacto da região de Transportes da Grande Lisboa, permitindo uma integração no mesmo suporte de várias combinações de títulos de transporte.

Através da sua estratégia de Sustentabilidade , a Fertagus pretende ser a primeira empresa de serviço ferroviário a apresentar auto-sustentação económica.
MTS - Metro Transportes do Sul, SA
O projecto Metro Sul do Tejo, foi adjudicado em Julho 2002 ao Consórcio, (hoje Concessionária), MTS - Metro, Transportes do Sul, SA, liderado pelo Grupo Barraqueiro.

O projecto iniciou-se com a fase de obra em Dezembro de 2002, tendo a operação comercial arrancado sucessivamente em três etapas, com os seguintes percursos e datas:
  • Etapa 1 - Corroios / Cova da Piedade, a 1 de Maio de 2007
  • Etapa 2 - Corroios / Universidade, a 15 de Dezembro de 2007
  • Etapa 3 - Rede completa, constituída por três linhas: Corroios / Cacilhas, Corroios / Pragal e Cacilhas / Universidade, a 26 de Novembro de 2008
Destaque-se o carácter inovador deste projecto pelo tipo de transporte - metro ligeiro de superfície - que, circulando em via própria, assegura uma grande fiabilidade no cumprimento de horários, faz interface com todos os restantes transportes públicos da margem Sul do Tejo, (autocarros, comboio Fertagus, barcos Transtejo), se enquadra na política e nível tarifário em vigor na região e permite a utilização de títulos combinados com os operadores daquela zona e os da própria cidade de Lisboa.

Assinale-se ainda que ao MTS está associado o "Projecto de Requalificação do Espaço Canal", cuja execução foi também da responsabilidade da Concessionária, projecto este que procedeu ao reordenamento e requalificação de todos os espaços urbanos adjacentes à via em que circula o metro.

Assim, para além da criação de zonas exclusivas para peões e de ciclovias, foi renovado o mobiliário urbano, criadas zonas verdes e de lazer e reformuladas arquitectonicamente muitas das áreas atravessadas por este novo meio de transporte.
Rodoviária do Alentejo, SA
A motivação para a inovação ocupa, para a Rodoviária do Alentejo, um lugar central no âmbito da estratégia da empresa, visando um aumento no desempenho e competitividade.

Consciente do valor que a Inovação e Qualidade representa para as organizações a Rodoviária do Alentejo tem vindo a desenvolver um esforço nesta matéria, prevendo investir, durante o ano de 2010, cerca de 6% do seu volume de negócios nos seguintes projectos:

  • Equipar toda a frota de serviço público com o sistema de localização GPS, (Global Positioning System), permitido uma maior eficiência através da optimização da gestão dos recursos, garantindo, entre outras, as seguintes vantagens:
    - Maior transparência e qualidade no serviço ao cliente
    - Possibilidade de aviso de atrasos
    - Maior mobilidade para os gestores de frota, permitindo a sua gestão em tempo real
    - Mudança automática de paragens nas consolas instaladas nos veículos


  • Implementação de novo sistema de bilhética em todo o serviço de carreiras acoplado a um sistema de apoio à exploração, aberto à introdução de melhorias e inovações técnicas. O sistema apresenta, entre outras, as seguintes características:

    - Sistema de bilhética integrado sem contacto
    - Monitorização e medição do desempenho do serviço
    - Garantia de interoperabilidade de sistemas
    - Modo de comunicação bidireccional de dados
Rodoviária de Lisboa, SA
ICTR - Informação ao Cliente em Tempo Real:
A Rodoviária de Lisboa continua a desenvolver e a estender progressivamente ao longo da sua rede, o sistema "ICTR - Informação ao Cliente em Tempo Real", o qual consiste na instalação, nas principais paragens, de painéis informativos onde é prestada ao cliente a informação em tempo real da hora de passagem do próximo autocarro, por forma a que o cliente possa ter a noção exacta do tempo de espera.

Este sistema baseia-se na informação transmitida em permanência a uma Central de Comando e Controle, onde, através do Sistema de localização GPS, o controlador tem o conhecimento exacto do local onde se encontra o veículo, e do atraso ou avanço existente relativamente ao respectivo horário de passagem.

A comunicação via rádio entre o motorista e a central é estabelecida sempre que na circulação qualquer facto anómalo se produz.

A Participação do Grupo Barraqueiro no "GIST - Gestão Integrada de sistemas de Transportes:
O "GIST - Gestão Integrada do Sistema de Transportes" é um Sistema de Apoio à Decisão, (SAD), desenvolvido por dois grupos universitários, em consórcio com empresas públicas e privadas, entre as quais se conta a empresa do Grupo Barraqueiro, Rodoviária de Lisboa. Este sistema informático procura dar resposta à optimização da oferta, tendo como objectivos principais:
  • Reduzir o tempo necessário para afectação de meios, (motoristas e viaturas)
  • Permitir a construção de cenários de apoio à decisão
  • Melhorar o nível de informação disponível
  • Avançar para metodologias de automatização e plataformas de integração com outros sistemas
Desempenho ambiental da RL
Desde 2004 o Gisfrot: Programa de Melhoria de Serviço e desempenho ambiental, desenvolvido em parceria com o IMTT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres) e o IST (Instituto Superior Técnico), monitoriza e modela estilos de condução mais seguros, confortáveis e com melhor desempenho energético. Neste projecto são utilizadas viaturas equipadas com uma “caixa negra”, um integrador de sinais FM 200 da Siemens-VDO, onde são registados os indicadores de conforto, de segurança e de eficiência ambiental. Todos os motoristas passam por uma monitorização individualizada frequentando, na semana seguinte, uma acção de formação com vista a tomarem consciência do seu estilo de condução.

Este processo tem permitido, desde a sua implementação, a redução de 206 mil litros do consumo de combustível e 553 toneladas de emissões de CO2. A RL recicla ainda 76% dos resíduos resultantes da sua actividade.
Rodo Cargo - Transportes Rodoviários de Mercadorias, SA
A localização por GPS, Ferramenta Preciosa na Gestão de Transporte de Carga
A Rodo Cargo tem vindo a equipar toda a sua frota com o sistema de localização GPS, (Global Positioning System), o que tem permitido a optimização da gestão dos recursos materiais existentes, garantindo simultaneamente ao cliente uma informação fiável em tempo real.

O equipamento encontra-se já instalado em toda a frota da empresa, ou seja, 122 camiões afectos ao transporte internacional de viaturas, 116 de transporte nacional de viaturas e 55 para transporte nacional e internacional de carga geral e matérias perigosas.

O GPS permite localizar com exactidão e a cada momento qualquer viatura de transporte, indicando não só a localidade onde se encontra, mas também a velocidade a que circula, tempo de paragem, tempos de condução, viatura ligada ou desligada, outras informações e relatórios.

O sistema permite assim, sempre que necessário ou solicitado, informar o cliente da localização das suas mercadorias e prever o tempo de execução e conclusão do transporte em questão.

Por outro lado o Departamento de Gestão de Tráfego da Rodo Cargo pode, com maior eficácia, fazer a afectação de novos serviços às viaturas em rota e informar com rigor os seus clientes, sobre as horas previstas para chegada e carga ou descarga da mercadoria.
Transol, SA
No decorrer de 2010 será implementado o sistema de localização GPS, (Global Positioning System), com o ojectivo de optimizar a gestão de recursos, informação e controlo na empresa.

O GPS permite localizar com exactidão e a cada momento qualquer viatura, indicando não só a localidade onde se encontra, mas também a velocidade a que circula, tempo de paragem, tempos de condução, viatura ligada ou desligada, outras informações e relatórios.
Os objectivos passam por um melhor acesso à informação gerada diariamente e seu tratamento, melhor gestão de recursos e agilização dos procedimentos administrativos subsequentes à actividade operacional.

Para o departamento de tráfego o controlo e monitorização operacional será mais eficaz.
Grupo Barraqueiro - todos os direitos reservados Informação Legal